Todo condomínio deveria investir em segurança. Além disso, é preciso estar sempre alerta a toda movimentação. Pensando nisso, listei 10 dicas de segurança para o seu condomínio.

Com o aumento constante da criminalidade é preciso estar atento. Algumas atitudes podem comprometer a segurança do condomínio, e acabar expondo todos ao perigo.

São pequenos descuidos como:

  • Abrir o portão da garagem ao identificar apenas o veículo de um morador sem verificar quem está no interior do mesmo,
  • Um funcionário deixar a portaria sem a presença de outro profissional,
  • Ter na portaria equipamentos como televisão ou rádio que possam tirar a atenção do profissional,
  • Um morador reclamar quando um funcionário causar ‘algum transtorno’ por apenas fazer cumprir as normas de segurança do condomínio,
  • Um morador permitir que o porteiro libere a entrada, antecipada, de um visitante que ainda não chegou.

Aqui você encontra dicas de como tratar os prestadores de serviço dentro do condomínio. Abaixo listamos 10 dicas que podem ajudar previnir problemas de segurança

 1. Cumprir as normas do condomínio.

Estas normas de segurança visam o bem estar e a proteção de todos, e são pré-estabelecidas em reuniões e as regras valem para condôminos e funcionários.

Lembre-se que pequenas exceções podem dar abertura para ações criminosas.

2. Equipamentos de segurança internos e externos.

Pontos de iluminação e câmeras de vigilância podem ser fixados em lugares estratégicos, além de áreas comuns, academias e salões.

3. Encomendas e entregadores

Para receber encomendas o ideal seria que o condomínio possua uma passagem apenas para pacotes, pois assim evita o contato humano.

Se o morador estiver aguardando uma entrega, o mesmo pode ser chamado na portaria para recebê-la.

Não é necessário um entregador ir até o apartamento do morador, e caso a entrega não seja esperada, a entrada não deve ser permitida.

4. Identificação

Empregados domésticos e prestadores de serviços devem ser previamente identificados. Até mesmo funcionários de Companhias de água, luz, telefone e gás.

Se utilizar algum procedimento com mão de obra especializada como técnicos de TV ou Internet, o ideal é anotar nome e o número do RG do funcionário.

5. Portaria

A portaria não é um salão de festas. Evite tumultos e aglomerações. Discrição e atenção são fundamentais. Não fale sobre os hábitos dos moradores.

6. Festas e Eventos

O morador poderá entregar uma lista de convidados, com nome e sobrenome de todos os convidados. O porteiro, com a lista em mãos, poderá permitir a entrada de seus convidados, mediante identificação dos mesmos.

7. Mudança

Quando há chegada ou saída de moradores, é preciso redobrar a atenção. O ideal seria ter um aviso, sobre a mudança que está sendo realizada, com antecedência identificando a empresa responsável pela a mesma.

8. Movimentação estranha

Para manter a segurança de um morador que estiver saindo a pé, por exemplo, seria correto dar uma olhada pelo circuito interno de TV. Assim poderá perceber se há a presença ou movimentação de pessoas estranhas no lado de fora do condomínio.

 9. Entrada de veículo no condomínio

O condomínio pode criar um sistema de identificação com adesivos fixados no veículo do morador.

Mas ainda assim, o porteiro pode solicitar uma rápida visualização para certificar-se se não há uma situação de risco ao permitir a entrada do veículo.

10. Portão

Para manter a segurança do seu condomínio, ao abrir ou fechar o portão, esteja atento para não ser surpreendido por alguém que esteja esperando apenas um momento de distração para entrar no condomínio.